Posts Tagged 'Oz: Mágico e Poderoso Resenha'

Oz: Mágico e Poderoso (Oz the Great and Powerful)

Oz: Mágico e Poderoso, de Sam Raimi,
traz um mundo visualmente hipnótico

Com uma bela introdução à la O Mágico de Oz, inicia-se Oz: Mágico e Poderoso (Oz the Great and Powerful, 2013), que estreia nesta sexta-feira em todo o país em versões 2D e 3D – esta, espetacular. Mas o que, realmente, inebria no novo filme do diretor Sam Raimi é o universo que seu protagonista encontra lá pelos quinze minutos de projeção.

Oscar (James Franco) é um ilusionista charlatão que ganha a vida enganando um modesto público num espetáculo circense fuleiro. Sonha, porém, em se tornar um grande mágico, capaz de realizar grandes feitos. No meio de uma tempestade, é transportado num balão para a Terra de Oz. Quando chega lá, descobre – junto com o espectador – um mundo hipnotizante, de cores fortes, criaturas exóticas e paisagens idílicas.

Encontra também uma bruxa que se diz cheia de boas intenções, a bela Theodora (Mila Kunis). Tão boas quanto as de sua irmã Evanora (Rachel Weisz), outra feiticeira, que lança uma missão ao jovem mágico: matar a bruxa má que assombra a Terra de Oz. Em troca disso, Oscar ocupará o trono do local e terá riquezas vitalícias. Nem tudo, entretanto, é o que parece nesse acordo: Glinda (Michelle Williams, a melhor do ótimo elenco), a tal criatura maléfica, não passa de uma guardiã do lugar; e Oscar, que ninguém ouse saber, não passa de um impostor egocêntrico e interesseiro.

Vivaz e deslumbrante, Oz é um filme para ver duas vezes. Na primeira, com os olhos: depois de levado pelo furacão, cada novo plano é uma descoberta ao protagonista e ao público – são câmeras que exploram sem medo a vasta localidade, efeitos especiais dos mais bem acabados e uma direção de arte de tirar o fôlego. Na segunda vez, com o coração: pelo caminho, Oscar vai levar consigo ajudantes cruciais no desenrolar da história, um macaquinho alado (que se torna sua consciência) e uma boneca de porcelana – duas preciosidades da computação gráfica e da concepção de personagens.

Adaptado de um dos livros da série escrita pelo americano L. Frank Baum, Oz: Mágico e Poderoso pode decepcionar quem procura por um leão covarde, um espantalho sem cérebro e um homem de lata enferrujado. E aqueles que esperam ser atingidos por melodias cativantes, então, ficarão frustrados.

O grande poder do filme se revela no mundo recriado por Raimi, e também na desconstrução de seu protagonista. O percurso é verdadeiramente notável. Tanto que Oscar, depois de por ele passar, aprende que melhor do que ser um mago poderoso é ser um homem bom – e que os frutos provindos desse estado de espírito são muito mais compensadores.

Angelo Capontes Jr.


Categorias

RSS Sintoniza

  • Pôster de Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo
    Sony Pictures Classics divulga pôster de Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo estrelado por Channing Tatum, Steve Carell e Mark Ruffalo. A trama é baseada na cinebiografia de John E. du Pont, o herdeiro paranoico e esquizofrênico que depois de construir um centro de treinamento de luta livre na Pensilvânia, atirou e matou o medalhista olímpico […] […]
  • Mensagem para Snow em trailer de Jogos Vorazes
    Katniss (Jennifer Lawrence) manda uma mensagem para o Presidente Snow em novo trailer de Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1. Aproveita e confere as duas capas da Empire estreladas por Katniss. Após sobreviver por duas vezes aos Jogos Vorazes, Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) servirá como símbolo de uma revolução iniciada no Distrito 13. Além de ter […] […]
  • Oscar Isaac no primeiro trailer do sci-fi Ex Machina
    A24 Films divulga dois trailer, banner e pôster do sci-fi Ex Machina estrelado pelo talentoso Oscar Isaac. O longa é a estreia do roteirista Alex Garland na direção, que tem no currículo filmes como Extermínio, Sunshine – Alerta Solar e Dredd. Na trama um jovem programador é selecionado para participar de um experimento que envolve o desenvolvimento de uma i […]

RSS Veja Cinema

  • Como todo bom filme argentino, ‘Relatos Selvagens’ não decepciona no roteiro
    O novo filme do argentino Damián Szifrón traz seis histórias diferentes com um ponto em comum: em todas os personagens perdem o controle em alguma situação. “Relatos Selvagens”, produzido pelos irmãos Almodóvar, acerta na fotografia, no ritmo e, claro, no roteiro. Com Ricardo Darín, Rita Cortese e Oscar Martínez.
    cajorge
  • Filme ‘O Protetor’ endossa barbárie
    Isabela Boscov fala sobre o filme ‘O Protetor’, do diretor Antoine Fuqua. Robert McCall, ex-oficial de polícia, resgata uma garota e vê o seu desejo por justiça despertar. Com: Denzel Washington, Marton Csokas, Chloë Grace Moretz, David Harbour
    cajorge
  • Mesmo se Nada der Certo
    Isabela Boscov fala sobre “Mesmo se Nada der Certo”, novo filme de John Carney (“Apenas uma Vez”). O produtor musical Dan (Mark Ruffalo), com dificuldades profissionais e pessoais, vê na ex-namorada de um rockstar (Adam Levine) uma possível cantora de sucesso (Keira Knightley). O romance começa.
    cajorge
Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.