A Enfermeira Betty

Visão deturpada.

As coisas não funcionaram da melhor maneira para Betty Sizemore (Renée Zellweger): o marido Del (Aaron Eckhart) é um brucutu dos mais asquerosos, o curso de enfermagem ainda não saiu dos sonhos, e ela continua presa em Kansas City. Seu escape? A telenovela Uma Razão para Amar.

enfermeira

Engana-se, porém, quem pensa que Betty é mera telespectadora. Ela não somente assiste aos episódios do programa, como também decorou todos os diálogos dos personagens – sobretudo, os do médico David Ravell (Greg Kinnear), com quem ela sonha todas as noites.

Betty já entrou na novela faz tempo. E presenciar um assassinato brutal era só o que faltava para ela sair da realidade.

enfermeira 3

Em A Enfermeira Betty, há uma extensa linha entre o real e o imaginário. Betty, por razões estipuladas a ela, decide atravessá-la: pega o carro e vai a Los Angeles sem olhar para trás. Quer encontrar David Ravell – não o ator, e sim o personagem. Segundo ela, os dois tiveram um triste rompimento amoroso, e a hora de reatar um romance tão profundo chegou.

O diretor Neil LaBute adora extremos: para ele, não há momento certo de vetar a crueldade do homem – que não nasceu com ela, mas a descobriu e resolveu, portanto, colocá-la em prática. Também não existe remédio para essa crueldade; a alternativa, aos olhos de LaBute, é tentar se esquivar da desgraça.

enfermeira 2

Interpretada com excelência por Renée Zellweger, Betty parece imune a qualquer sinal de perversidade. E é. Tanto na rotina amarga do Kansas quanto na fantasia vivida em Los Angeles, Betty entende que tudo anda um tanto deturpado à sua volta. Decide, então, olhar para dentro – e lá, finalmente, encontra a si mesma.

Angelo Capontes Jr.

Anúncios

2 comentários sobre “A Enfermeira Betty

Os comentários estão desativados.